Notícias

Ver notícia

No mês da Consciência Negra, a Ambiental MS Pantanal, Parceria Público-Privada (PPP) entre e a Sanesul e o Grupo Aegea, lançou o programa de diversidade Respeito Dá o Tom em todas as suas unidades. O evento aconteceu na tarde desta sexta-feira (11), na comunidade quilombola Tia Eva, em Campo Grande.

O “Respeito Dá o Tom” foi lançado oficialmente em 2017 pelo Grupo Aegea, que controla a MS Pantanal. Desde maio de 2021, a empresa assumiu as operações de coleta, afastamento e tratamento de esgoto em 68 municípios do Mato Grosso do Sul.

O objetivo do programa é promover a equidade nas oportunidades de acesso à empresa e crescimento profissional dos colaboradores que se declaram pretos, pardos e indígenas.
Além disso, o programa pretende estabelecer um ambiente de trabalho livre de racismo, preconceitos, discriminações e demais atitudes que comprometam o respeito entre os colegas.

Todas as áreas e funcionários da MS Pantanal são incluídos, dos mais antigos aos mais novos, independentemente da posição que ocupam. Fazem parte do programa palestras e rodas de conversa sobre a conscientização da importância social da diversidade no mercado de trabalho.

Participaram do encontro, o diretor-presidente da MS Pantanal, Celso Paschoal; o diretor-executivo da empresa, Clayton Bezerra; o diretor de Relações Institucionais da Aegea Centro Oeste, Paulo Antunes; o diretor-presidente da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos do Mato Grosso do Sul (Agems), Carlos Alberto de Assis; e a subsecretária de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial, Ana José Alves.

O Respeito Dá o Tom visa agir de acordo com o Estatuto da Promoção da Igualdade Racial, a Lei nº 12,288/2010, atraindo e desenvolvendo talentos junto ao público-alvo. A partir da próxima quarta-feira (16), o programa segue nas unidades do interior do Estado.

Comunidade Tia Eva

Também conhecida como comunidade da Igrejinha de São Benedito, a comunidade Tia Eva, no bairro São Francisco, em Campo Grande, teve sua certidão de autodefinição como comunidade remanescente de quilombo reconhecida pela Fundação Cultural Palmares – entidade pública brasileira vinculada ao Governo Federal, com o intuito de promover a afro-brasilidade.

A comunidade Tia Eva recebeu esse nome em homenagem à Eva Maria de Jesus que, nascida escrava, mudou-se para Campos de Vacaria – hoje Campo Grande –, em 1905, em busca de melhores condições para seus descendentes.

Devota de São Benedito, Tia Eva trabalhou como curandeira, cozinheira, lavadeira, parteira e benzedeira. Com recursos próprios, adquiriu as terras onde hoje está localizada a comunidade, que conta como ponto turístico a igreja que ela mesma construiu para São Benedito (a segunda mais antiga da cidade).

Como pagamento de uma promessa, instituiu anualmente uma festa em homenagem ao padroeiro da comunidade, que é realizada até hoje, todo o mês de maio, pelos seus descendentes.
O Programa Respeito Dá o Tom foi lançado no dia do aniversário de 96 anos de Tia Eva.

Compartilhar:

Veja Também

Iniciativa de colaborador da MS Pantanal otimiza serviços em Japorã Saiba mais
Iniciativa de colaborador da MS Pantanal otimiza serviços em Japorã

Trabalhador adaptou sistema que evita obstruções na rede de esgoto do município “Uma ação simples que gera resultado” é assim que o opera...

Política de Sustentabilidade Saiba mais
Política de Sustentabilidade

Respeito ao meio ambiente e as pessoas, contribuindo para qualidade de vida e saúde da população onde atuamos.

Notícias Saiba mais
Notícias

Confira as últimas notícias da Ambiental MS Pantanal e saiba mais sobre obras, programas e projetos.

Esgotamento Sanitário Saiba mais
Esgotamento Sanitário

A Ambiental MS Pantanal trabalha diariamente para ampliar e melhorar o índice de coleta e tratamento de esgoto.