Notícias

Ver notícia

Em comemoração ao Dia dos Povos Indígenas, celebrado na terça-feira (19), moradores das aldeias da Terra Indígena Cachoeirinha, em Miranda-MS, reuniram-se no centro comunitário local para uma confraternização, que contou com apresentação de danças tradicionais e muita comida.

Além de crianças, jovens e anciãos que habitam as aldeias locais, estiveram presentes representantes da Organização Caianas – criada com a missão de resgatar e manter vivos os costumes e tradições do povo Terena –; o cacique da Aldeia Cachoeirinha, Edivaldo Antonio; o prefeito de Miranda, Fábio Florença; o presidente da Câmara Municipal, André Vedovato; e secretários municipais.

Também participaram da celebração representantes da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) e da Ambiental MS Pantanal – empresa criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP), entre a Sanesul e o Grupo Aegea -, responsável pela coleta, afastamento e tratamento do esgoto nos 68 municípios do Estado onde a estatal atua.

Na ocasião, a MS Pantanal anunciou a doação de mil mudas de espécies frutíferas, a serem plantadas em outubro, para o reflorestamento de áreas desmatadas da terra indígena e subsistência de famílias locais. O Povo Terena é conhecido por suas atividades agrícolas e por cultivarem seu próprio alimento.

Dia dos Povos Indígenas. A data foi instituída em 1943 no Brasil com o propósito de preservar a memória e levantar a reflexão sobre o passado da relação de dominação das civilizações europeias no continente americano e seus povos nativos.

Embora diversos países do mundo celebrem o Dia dos Povos Indígenas em 9 de agosto, como foi convencionalmente determinado pela Organização das Nações Unidas (ONU), no Brasil e em outros países da América Latina, o dia 19 de abril é lembrado como referência ao Primeiro Congresso Indigenista Interamericano, que aconteceu no México, em 1940.

A reunião foi proposta no México tinha como objetivo discutir várias pautas a respeito da situação dos povos indígenas após séculos de colonização e da construção dos Estados Nacionais nas Américas.

“O Dia do Povo Indígena não é apenas hoje, é todos os dias”, disse Cleide Aparecida dos Santos, que representou a MS Pantanal no evento em Miranda. “A luta pela manutenção dos costumes e pelo empoderamento das comunidades indígenas deve ser sempre lembrada”, completou.

Organização Caianas. Criada em 2005, a Organização Caianas nasceu em Miranda e promove seminários, ações ambientais, projetos educativos, ampliação de áreas agroflorestais e mapeamento de árvores nativas no território indígena.

O nome Caianas é uma referência aos “Kayanás”, segmento da estrutura da organização tradicional Terena, composto por sábios e intelectuais do grupo. Kayá significa cérebro na língua Terena.

O nome da organização também é um acrônimo para Coletivo Ambientalista Indígena de Ação para Natureza, Agroecologia e Sustentabilidade.

Para obter mais informações sobre a Organização Caianas, acesse caianas.org.br ou a página no Instagram @organizacaocaianas.

Compartilhar:

Veja Também

Politica de Inv. Social Privado Saiba mais
Politica de Inv. Social Privado

Uma concessão é muito mais que um acordo com o poder público, é um compromisso com o lugar e com sua gente.

Iniciativa de colaborador da MS Pantanal otimiza serviços em Japorã Saiba mais
Iniciativa de colaborador da MS Pantanal otimiza serviços em Japorã

Trabalhador adaptou sistema que evita obstruções na rede de esgoto do município “Uma ação simples que gera resultado” é assim que o opera...

Quem Somos Saiba mais
Quem Somos

A Ambiental MS Pantanal é responsável pelos serviços de coleta e tratamento de esgoto em 68 municípios no interior do Mato Grosso do Sul

Contato Saiba mais
Contato

A Ambiental MS Pantanal oferece um canal de comunicação eficiente. Entre em contato conosco.