Notícias

Ver notícia

Em comemoração ao Dia dos Povos Indígenas, celebrado na terça-feira (19), moradores das aldeias da Terra Indígena Cachoeirinha, em Miranda-MS, reuniram-se no centro comunitário local para uma confraternização, que contou com apresentação de danças tradicionais e muita comida.

Além de crianças, jovens e anciãos que habitam as aldeias locais, estiveram presentes representantes da Organização Caianas – criada com a missão de resgatar e manter vivos os costumes e tradições do povo Terena –; o cacique da Aldeia Cachoeirinha, Edivaldo Antonio; o prefeito de Miranda, Fábio Florença; o presidente da Câmara Municipal, André Vedovato; e secretários municipais.

Também participaram da celebração representantes da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) e da Ambiental MS Pantanal – empresa criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP), entre a Sanesul e o Grupo Aegea -, responsável pela coleta, afastamento e tratamento do esgoto nos 68 municípios do Estado onde a estatal atua.

Na ocasião, a MS Pantanal anunciou a doação de mil mudas de espécies frutíferas, a serem plantadas em outubro, para o reflorestamento de áreas desmatadas da terra indígena e subsistência de famílias locais. O Povo Terena é conhecido por suas atividades agrícolas e por cultivarem seu próprio alimento.

Dia dos Povos Indígenas. A data foi instituída em 1943 no Brasil com o propósito de preservar a memória e levantar a reflexão sobre o passado da relação de dominação das civilizações europeias no continente americano e seus povos nativos.

Embora diversos países do mundo celebrem o Dia dos Povos Indígenas em 9 de agosto, como foi convencionalmente determinado pela Organização das Nações Unidas (ONU), no Brasil e em outros países da América Latina, o dia 19 de abril é lembrado como referência ao Primeiro Congresso Indigenista Interamericano, que aconteceu no México, em 1940.

A reunião foi proposta no México tinha como objetivo discutir várias pautas a respeito da situação dos povos indígenas após séculos de colonização e da construção dos Estados Nacionais nas Américas.

“O Dia do Povo Indígena não é apenas hoje, é todos os dias”, disse Cleide Aparecida dos Santos, que representou a MS Pantanal no evento em Miranda. “A luta pela manutenção dos costumes e pelo empoderamento das comunidades indígenas deve ser sempre lembrada”, completou.

Organização Caianas. Criada em 2005, a Organização Caianas nasceu em Miranda e promove seminários, ações ambientais, projetos educativos, ampliação de áreas agroflorestais e mapeamento de árvores nativas no território indígena.

O nome Caianas é uma referência aos “Kayanás”, segmento da estrutura da organização tradicional Terena, composto por sábios e intelectuais do grupo. Kayá significa cérebro na língua Terena.

O nome da organização também é um acrônimo para Coletivo Ambientalista Indígena de Ação para Natureza, Agroecologia e Sustentabilidade.

Para obter mais informações sobre a Organização Caianas, acesse caianas.org.br ou a página no Instagram @organizacaocaianas.

Compartilhar:

Veja Também

Responsabilidade Social Saiba mais
Responsabilidade Social

A atuação social e ambientalmente responsável faz parte da nossa história e do nosso propósito.

Politica de Inv. Social Privado Saiba mais
Politica de Inv. Social Privado

Uma concessão é muito mais que um acordo com o poder público, é um compromisso com o lugar e com sua gente.

Esgotamento Sanitário Saiba mais
Esgotamento Sanitário

A Ambiental MS Pantanal trabalha diariamente para ampliar e melhorar o índice de coleta e tratamento de esgoto.

Política de Sustentabilidade Saiba mais
Política de Sustentabilidade

Respeito ao meio ambiente e as pessoas, contribuindo para qualidade de vida e saúde da população onde atuamos.