MS Pantanal investe em novos veículos e equipamentos

Postado por administrador em 09/jul/2021 - Sem Comentários

A Ambiental MS Pantanal (AMSP) – empresa criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP) entre a Sanesul e o Grupo Aegea com a missão de impulsionar os investimentos no saneamento básico – recebeu mais um mini hidro jato e um caminhão customizado que serão entregues ao município de Jardim. Na próxima semana, equipes da empresa serão treinadas e os novos veículos serão conduzidos aos municípios de destino.

A empresa, que deu início à operação plena em maio e já está presente nos 68 municípios onde a Sanesul já atua, vem investindo na modernização do sistema de saneamento e suas equipes e veículos já podem ser vistos em todas as regiões do MS.

A empresa já distribuiu sete mini hidro jatos – usados na desobstrução das redes de esgoto – e sete caminhões customizados, chamados de “retro saneamento”, em cidades como Três Lagoas, Dourados, Ponta Porã, Nova Andradina, Naviraí, Aquidauana, Sidrolândia e Chapadão do Sul.

Vista como nova solução para o setor, a retro saneamento vai trazer mais agilidade a serviços como manutenção, troca de tubulação, ligação da rede de esgoto. Isso será possível porque que esse tipo de caminhão reúne – em um só veículo – equipamentos como caçamba, retroescavadeira, baús para acondicionamento de ferramentas, guindaste e engate rápido para instrumentos hidráulicos.

Dessa forma, o deslocamento de vários veículos para a realização de um só serviço não se faz mais necessário, resultando na redução da emissão de poluentes e de possíveis transtornos no tráfego das cidades.

O ambicioso projeto de universalização do saneamento básico no MS deve garantir acesso a mais 1,7 milhão de sul-mato-grossenses ao saneamento básico até o final de 2031. Caso essa meta seja atingida, o estado se tornará o primeiro a universalizar tais serviços, o que posiciona a PPP como um modelo para todo o país. Para isso, a MS Pantanal estima um investimento de cerca de R$ 1 bilhão em obras.

Sanesul anuncia investimentos. A distribuição dos novos veículos e equipamentos da MS Pantanal acontece ao passo em que a Sanesul anuncia, paralelamente, novos investimentos para o saneamento em Miranda e Caarapó.

O projeto da estatal prevê a construção de mais 24,8 km de rede coletora de esgoto e uma nova Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) em Caarapó. Os R$ 4,328 milhões em recursos da própria empresa foram garantidos por meio do programa Avançar Cidades, junto à Caixa Econômica Federal. Esses recursos serão utilizados na execução de 21 km de rede coletora e 700 novas ligações de imóveis, em diferentes bairros.

Para Miranda, a Sanesul anunciou, também nesta semana, recursos que somam R$ 12,9 milhões, num projeto que prevê a construção de mais 24,8 km de rede coletora de esgoto, sete estações elevatórias e uma nova ETE mais moderna e com maior capacidade de tratamento.

Chapadão do Sul e Paranaíba são as próximas cidades a receberem caminhão customizado da MS Pantanal

Postado por administrador em 02/jul/2021 - Sem Comentários

Chapadão do Sul e Paranaíba serão os próximos municípios a receberem, na próxima semana, modelos dos os novos caminhões customizados da Ambiental MS Pantanal (AMSP) – empresa criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP) entre a Sanesul e o Grupo Aegea, que veio impulsionar os investimentos no saneamento básico a fim de garantir acesso aos serviços de esgoto dentro dos próximos dez anos.

Os veículos foram desenhados com o objetivo de diminuir possíveis transtornos nos serviços de esgoto e já circulam em outras sete cidades do estado contempladas pela PPP. Vista como nova solução para o setor, a “retro saneamento” vai trazer mais agilidade a serviços como manutenção, troca de tubulação, ligação da rede de esgoto, entre outros.

Isso será possível porque que esse tipo de caminhão reúne – em um só veículo – equipamentos como caçamba, retroescavadeira, baús para acondicionamento de ferramentas, guindaste e engate rápido para instrumentos hidráulicos.

Agora, o deslocamento de vários veículos para a realização de um só serviço não se faz mais necessário, resultando na redução da emissão de poluentes e de possíveis transtornos no tráfego das cidades. “Com a utilização desse equipamento, ganhamos em agilidade no deslocamento entre serviços em diferentes municípios, garantindo eficiência no atendimento aos clientes”, explicou Nivaldo da Silva, analista de operações da MS Pantanal.

Aldo Benevides, coordenador da AMSP em Dourados – onde o veículo já funciona a pleno vapor – lembrou que “além de trazer inovação e modernidade ao setor de saneamento, a ‘retro’ vem com o objetivo de ganho de produtividade… o que chama atenção é a facilidade de locomoção e realização de serviços”.

Além de Dourados, o mesmo modelo já foi entregue pela MS Pantanal em municípios como Três Lagoas, Naviraí, Nova Andradina, Aquidauana, Amambai e Ribas do Rio Pardo. O município de Jardim também deve receber um modelo.

Operação Plena. A MS Pantanal deu início a chamada “operação plena” em maio, mas equipes e veículos da empresa já podem ser vistos em todas as regiões do estado. A empresa tem a meta ambiciosa de universalizar o saneamento básico no Mato Grosso do Sul dentro da próxima década. Para isso, estima-se o investimento de cerca de R$ 1 bilhão em obras.

A expectativa é de que mais de 1,7 milhão de sul-mato-grossenses tenham acesso ao saneamento básico ao final de 2031. Isso significa que 98% da população estadual estará assistida, posicionando o MS como o primeiro estado a universalizar tais serviços.