Rumo à universalização, Três Lagoas recebe mais um caminhão customizado da MS Pantanal

Postado por administrador em 23/jul/2021 - Sem Comentários

A cidade de Três Lagoas recebeu, nesta semana, mais um caminhão customizado da Ambiental MS Pantanal (AMSP). A empresa foi criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP) entre o Grupo Aegea e a Sanesul, com a missão de impulsionar investimentos e garantir a universalização do saneamento básico na próxima década. Agora, o município conta com três unidades do veículo, que foi desenhado com o objetivo de minimizar possíveis transtornos causados por obras, e é apontado como uma nova solução para o setor.

A chamada “retro saneamento” trará mais agilidade a serviços como manutenção, troca de tubulação, ligação da rede de esgoto, entre outros. Isso será possível porque esse tipo de caminhão reúne – em um só veículo – equipamentos como caçamba, retroescavadeira, baús para acondicionamento de ferramentas, guindaste e engate rápido para instrumentos hidráulicos.

Com isso, o deslocamento de vários veículos para a realização de um só serviço não se faz mais necessário, resultando na redução da emissão de poluentes e de possíveis transtornos no tráfego das cidades.

“A retro é muito importante no dia-a-dia da operação. Com equipamentos mais modernos, temos mais agilidade e produtividade na execução dos serviços”, disse o supervisor da regional de Três Lagoas da AMSP, Luis Gustavo dos Santos. O mesmo modelo já foi entregue pela MS Pantanal em municípios como Dourados, Coxim, Naviraí, Nova Andradina, Aquidauana, Ribas do Rio Pardo, Jardim, Paranaíba e Ponta Porã.

Nesta semana, colaboradores da MS Pantanal de todas as regiões do estado estiveram em Campo Grande para a conclusão de um curso, realizado em parceria com o sistema Fiems – que engloba Sesi, Senai e Iel -, para estarem aptos a operarem a máquina com segurança.

Além de aulas práticas sobre a operação dos veículos, os colaboradores da MS Pantanal ainda passaram por aulas teóricas sobre normas regulamentadoras de transporte, movimentação e armazenagem, com o objetivo de assimilarem requisitos básicos de segurança, sem o risco de danos e acidentes no ambiente de trabalho.

Sobre a PPP. Desde maio, com o início da operação plena da AMSP, moradores de todos as regiões do MS puderam observar a chegada de trabalhadores e veículos da PPP.

Equipes de engenheiros, topógrafos e eletromecânicos da MS Pantanal vêm trabalhando no mapeamento inteligente e digitalização de todos os ativos da Sanesul desde fevereiro, nos 68 municípios onde a estatal já atua.

Foram percorridas cerca de 200 estações elevatórias de esgoto e 77 estações de tratamento em todas as regiões do MS.

Com a PPP, mais de 1,7 milhão de sul-mato-grossenses terão acesso ao saneamento básico ao final de 2031. O projeto pioneiro deve posicionar o Mato Grosso do Sul como o primeiro estado do País a alcançar a universalização do saneamento básico.

Chapadão do Sul e Paranaíba são as próximas cidades a receberem caminhão customizado da MS Pantanal

Postado por administrador em 02/jul/2021 - Sem Comentários

Chapadão do Sul e Paranaíba serão os próximos municípios a receberem, na próxima semana, modelos dos os novos caminhões customizados da Ambiental MS Pantanal (AMSP) – empresa criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP) entre a Sanesul e o Grupo Aegea, que veio impulsionar os investimentos no saneamento básico a fim de garantir acesso aos serviços de esgoto dentro dos próximos dez anos.

Os veículos foram desenhados com o objetivo de diminuir possíveis transtornos nos serviços de esgoto e já circulam em outras sete cidades do estado contempladas pela PPP. Vista como nova solução para o setor, a “retro saneamento” vai trazer mais agilidade a serviços como manutenção, troca de tubulação, ligação da rede de esgoto, entre outros.

Isso será possível porque que esse tipo de caminhão reúne – em um só veículo – equipamentos como caçamba, retroescavadeira, baús para acondicionamento de ferramentas, guindaste e engate rápido para instrumentos hidráulicos.

Agora, o deslocamento de vários veículos para a realização de um só serviço não se faz mais necessário, resultando na redução da emissão de poluentes e de possíveis transtornos no tráfego das cidades. “Com a utilização desse equipamento, ganhamos em agilidade no deslocamento entre serviços em diferentes municípios, garantindo eficiência no atendimento aos clientes”, explicou Nivaldo da Silva, analista de operações da MS Pantanal.

Aldo Benevides, coordenador da AMSP em Dourados – onde o veículo já funciona a pleno vapor – lembrou que “além de trazer inovação e modernidade ao setor de saneamento, a ‘retro’ vem com o objetivo de ganho de produtividade… o que chama atenção é a facilidade de locomoção e realização de serviços”.

Além de Dourados, o mesmo modelo já foi entregue pela MS Pantanal em municípios como Três Lagoas, Naviraí, Nova Andradina, Aquidauana, Amambai e Ribas do Rio Pardo. O município de Jardim também deve receber um modelo.

Operação Plena. A MS Pantanal deu início a chamada “operação plena” em maio, mas equipes e veículos da empresa já podem ser vistos em todas as regiões do estado. A empresa tem a meta ambiciosa de universalizar o saneamento básico no Mato Grosso do Sul dentro da próxima década. Para isso, estima-se o investimento de cerca de R$ 1 bilhão em obras.

A expectativa é de que mais de 1,7 milhão de sul-mato-grossenses tenham acesso ao saneamento básico ao final de 2031. Isso significa que 98% da população estadual estará assistida, posicionando o MS como o primeiro estado a universalizar tais serviços.