Elevatória de esgoto de Chapadão ganha novo gerador de energia

Postado por administrador em 12/abr/2022 - Sem Comentários

O sistema de esgoto de Chapadão do Sul – município a 330 quilômetros de Campo Grande – recebeu um novo gerador de energia elétrica, que dará apoio ao funcionamento da estação elevatória responsável por levar o efluente até a unidade de tratamento.

De acordo com o supervisor da MS Pantanal no município, Lucas Willian Godoy, a instalação do gerador deve trazer mais segurança e eficiência às operações. Uma eventual queda prolongada de energia, por exemplo, pode interromper o funcionamento de elevatórias que bombeiam o efluente e causar um possível extravasamento.

Nas próximas semanas, o município de Ponta Porã também deve receber um gerador para dar apoio à rede, como medida preventiva.

A instalação dos equipamentos é um investimento da Ambiental MS Pantanal – empresa que surgiu da Parceria Público-Privada (PPP) entre a Sanesul e o Grupo Aegea, a maior companhia privada de saneamento do país.

Desde que assumiu a operação plena dos serviços de esgoto, em maio do ano passado, a MS Pantanal tem disponibilizado novos veículos e equipamentos para impulsionar os investimentos no setor. Três Lagoas, por exemplo, já conta com dois geradores do tipo.

A companhia também modernizou o sistema de monitoramento da rede de esgoto, com a instalação de novas centrais digitais nas estruturas. Com isso, qualquer falha no sistema, queda de energia ou mal funcionamento de equipamentos em toda a rede do estado é imediatamente reportada ao Centro de Controle de Operações (CCO) da empresa, localizado em Campo Grande.

Ao lado da Sanesul, a PPP tem a meta de universalizar o acesso aos serviços de afastamento, coleta e tratamento de esgoto até o final de 2031. Com isso, mais 1,7 milhão de sul-mato-grossenses serão incluídos no sistema

Elevatórias de esgoto de Três Lagoas recebem novos geradores de energia

Postado por administrador em 16/ago/2021 - Sem Comentários

Próxima à universalização dos serviços de saneamento básico, a cidade de Três Lagoas recebeu, nesta quinta-feira (12), novos geradores de energia elétrica, que darão apoio ao funcionamento das estações elevatórias de esgoto Caçula e Difusora, operadas pela Ambiental MS Pantanal.

A instalação desses equipamentos deve trazer mais segurança e eficiência às operações. Os geradores serão instalados como uma medida preventiva, uma vez que uma queda prolongada da rede elétrica pode interromper o funcionamento das elevatórias que bombeiam o esgoto bruto produzido pelo município e causar possível extravasamento do efluente.

Luis Gustavo dos Santos, supervisor da regional de Três Lagoas da AMSP, explica que os geradores devem evitar esse tipo de ocorrência. “Agora que as elevatórias contam com esses geradores, não é por falta de energia que as estruturas deixarão de funcionar”, disse.

Sobre a PPP. A MS Pantanal nasceu da Parceria Público-Privada (PPP) entre o Grupo Aegea e a Sanesul, na esteira da sanção do Marco Legal do Saneamento, em 2020. A empresa tem como objetivo a universalização dos serviços de esgotamento sanitário no estado até 2031.

Em maio deste ano, a AMSP assumiu as operações de afastamento, coleta e tratamento de esgoto nos 68 municípios em que a Sanesul já atua. Após um período de três meses de mapeamento de ativos e digitalização das plantas entregues pela estatal, a companhia do Grupo Aegea vem investindo na modernização da estrutura e distribuição de veículos e equipes.

Novas ligações. Neste mês, a MS Pantanal vai concluir a ligação de 255 moradias à rede de esgoto de Três Lagoas. Do total, 149 ligações já foram concluídas no bairro Nova Americana, e mais de 100 moradias do bairro Jardim Glória serão conectados à rede nos próximos dias.

Estima-se que esses trabalhos beneficiem cerca de 800 pessoas. Essas obras fazem parte de um plano da PPP para disponibilizar ligações em lotes urbanizados que já possuem rede de esgoto disponível, levando mais qualidade de vida à população.

Novos Equipamentos. Entre as melhorias trazidas pela PPP, estão os caminhões customizados da MS Pantanal, que foram distribuídos em vários municípios do MS. Três Lagoas recebeu três unidades do modelo, que foi desenhado com o objetivo de minimizar possíveis transtornos em serviços como manutenção, troca de tubulação e ligação na rede de esgoto, por exemplo.

Isso será possível porque esse tipo de caminhão reúne – em um só veículo – equipamentos como caçamba, retroescavadeira, baús para acondicionamento de ferramentas, guindaste e engate rápido para instrumentos hidráulicos.
Com isso, o deslocamento de vários veículos para a realização de um só veículo não se faz mais necessário, resultando na redução de poluentes e possíveis transtornos no tráfego das cidades.