MS Pantanal executa extensão de 526 metros de rede de esgoto em Ponta Porã

Postado por administrador em 28/nov/2022 - Sem Comentários

A Ambiental MS Pantanal – empresa criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP) entre a Sanesul e o Grupo Aegea – executou, em novembro, a extensão de 526 metros de rede de esgoto no bairro Marambaia, em Ponta Porã.

As obras acontecem na altura da rua Jabaquara, e atenderão futuros moradores de casas que serão construídas através do projeto Lote Urbanizado, da Prefeitura de Ponta Porã. Os trabalhos foram iniciados no começo do mês e devem ser concluídos no próximo dia 30.

Ao todo, cerca de 50 famílias serão beneficiadas na região, com a conexão das moradias à rede de coleta de esgoto do município.

A Ambiental MS Pantanal iniciou suas operações em maio do ano passado em Ponta Porã e outros 67 municípios em que a Sanesul atua. A PPP foi criada com o intuito de impulsionar os investimentos na coleta, afastamento e tratamento de esgoto para que o Mato Grosso do Sul atinja a universalização do Saneamento Básico até 2031.

Desde o início da operação, a MS Pantanal já conectou mais de 2,3 mil ponta-poraenses à rede de esgoto.

Três Lagoas: MS Pantanal conclui ligação de mais 60 moradias do bairro Jd. Alvorada

Postado por administrador em 30/set/2022 - Sem Comentários

A empresa de saneamento Ambiental MS Pantanal concluiu, nesta quinta-feira (29) a ligação de mais 60 moradias do bairro Jardim Alvorada, em Três Lagoas, ao sistema de tratamento de esgoto do município.

As ligações vêm como antecipação a obras de pavimentação que devem ser conduzidas na região. Somadas às ligações conduzidas no bairro Vila Alegre, no mês passado, elas representam a inclusão de mais de 500 moradores aos sistema de esgotamento sanitário da cidade.

A MS Pantanal faz parte do Grupo Aegea e está à frente dos serviços de coleta, afastamento e tratamento de esgoto em 68 municípios no Mato Grosso do Sul.

A empresa iniciou suas operações em maio do ano passado e, desde então, mais de 5 mil pessoas foram incluídas no sistema de esgotamento sanitário de Três Lagoas e outras 20 mil em outras regiões do Estado.

Três Lagoas: MS Pantanal conduz ligação de 160 moradias à rede de esgoto

Postado por administrador em 19/ago/2022 - Sem Comentários

A empresa de saneamento Ambiental MS Pantanal está conduzindo a ligação de 160 moradias do bairro Vila Alegre, em Três Lagoas (MS), à rede coletora de esgoto. O município fica localizado a cerca de 340 quilômetros de Campo Grande.

Os trabalhos foram iniciados no começo do mês e cerca de 200 pessoas já foram conectadas ao sistema de esgotamento sanitário neste período.

Estima-se que, até o final de setembro, um total 500 moradores sejam incluídos nos serviços de tratamento de esgoto. O movimento é uma antecipação a futuras obras de pavimentação no bairro.

A MS Pantanal faz parte do Grupo Aegea e está à frente dos serviços de coleta, afastamento e tratamento de esgoto em 68 municípios no Mato Grosso do Sul e iniciou suas operações em maio do ano passado. Desde a chegada da empresa, mais de 5 mil pessoas foram incluídas no sistema de esgotamento sanitário de Três Lagoas.

Três Lagoas: MS Pantanal executa a ligação de mais 39 moradias à rede de esgoto

Postado por administrador em 14/fev/2022 - Sem Comentários

A Ambiental MS Pantanal – empresa criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP) entre a Sanesul e o Grupo Aegea – executou, nesta semana, a ligação de 39 moradias do bairro Paranapunga à rede de esgoto de Três Lagoas.

De acordo com a empresa, a execução dos serviços foi realizada em antecipação a obras de pavimentação que serão conduzidas no local.

A conclusão das ligações no bairro de Paranapunga vêm na esteira da execução de outras 37 ligações no bairro São João, no último mês. Ao todo, as obras devem beneficiar cerca de 250 moradores. 

A MS Pantanal assumiu em maio do ano passado a operação plena de serviços de coleta, afastamento e tratamento de esgoto em Três Lagoas e em outros os 67 municípios em que a Sanesul já atua. A parceria pioneira se tornou viável após a sanção do Marco Legal do Saneamento, em 2020.

Desde maio, foram executadas mais de 735 ligações à rede de esgoto em Três Lagoas e mais de dois mil trabalhos de desobstrução da rede, para que o esgoto possa fluir sem o risco de extravasamentos até a estação de tratamento. Mais de 2 mil pessoas obtiveram acesso aos serviços de esgotamento sanitário desde a chegada da PPP.

Ao lado da Sanesul, a companhia tem a meta de universalizar os serviços de saneamento básico até 2031, antecipando-se à legislação. Com o cumprimento da meta, mais 1,7 milhão de sul-mato-grossenses terão acesso aos serviços, posicionando o MS como o primeiro estado do Brasil a realizar tal feito. Para isso, estima-se um investimento de cerca de R$ 1 bilhão em obras por parte da iniciativa privada.

MS Pantanal inicia extensão da rede de esgoto em Dourados e vai conectar mais 190 moradias

Postado por administrador em 15/out/2021 - Sem Comentários

A Ambiental MS Pantanal (AMSP) – empresa criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP) entre a Sanesul e o Grupo Aegea – iniciou, nesta semana, obras de extensão da rede de esgoto de Dourados, e vai ligar mais 190 moradias no sistema de esgotamento sanitário da cidade.

A rede será estendida em cerca de 1.600 metros e deve beneficiar aproximadamente 570 futuros moradores do Loteamento Social Cidadania – um projeto da Agência de Habitação Popular (Agehab), do governo do estado. Os lotes estão dispostos entre os bairros Dioclésio Artuzi, Ibirapuera e Harrisom de Figueiredo.

A PPP assumiu a operação plena dos serviços de coleta, afastamento e tratamento de esgoto em maio, nos 68 municípios onde a Sanesul está presente. Desde então, equipes e veículos da PPP são vistos em todas regiões de MS.

Desde que começou a operar em Dourados, a MS Pantanal já conectou 228 moradias e realizou 1.350 serviços de desobstrução da rede de esgoto, para que o efluente possa fluir com mais segurança pela rede, minimizando o risco de extravasamento.

Ao lado da Sanesul, a MS Pantanal tem a meta de universalizar o saneamento básico no estado até o final de 2031, o que significa que mais 1,7 milhão de sul-mato-grossenses terão acesso à rede de esgoto, totalizando uma cobertura de 98% da população.

Ao atingir a meta, o estado se posicionará como o primeiro do país a universalizar o saneamento básico. Para isso, a MS Pantanal estima um investimento de R$ 1 bilhão em obras.

Sanesul entrega R$ 4,2 milhões em obras de saneamento em Antônio João

Postado por administrador em 19/ago/2021 - Sem Comentários

O diretor-presidente da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul), Walter Carneiro Jr., entregou, nesta semana, R$ 4,2 milhões em obras de ampliação do sistema de esgotamento sanitário no município de Antônio João, na fronteira com o Paraguai.

Em ato público na presença do prefeito Marcelo da Silva Oliveira, vereadores e secretários, foram entregues 23,9 quilômetros de rede coletora de esgoto e 1.043 ligações domiciliares ao sistema, além de uma estação elevatória e obras complementares. Os investimentos fazem parte da primeira etapa do programa “Avançar Cidades” (Caixa Econômica Federal).

Na ocasião, Carneiro Jr. Recebeu homenagem da Câmara de Vereadores, que aprovou uma “Moção de Congratulações” pelos relevantes serviços e empenho dedicado à população do município.

A estrutura será operada pela Ambiental MS Pantanal (AMSP) – empresa de saneamento que nasceu da Parceria Público-Privada (PPP) entre a Sanesul e o Grupo Aegea, na esteira da sanção do Marco do Saneamento, em 2020. Desde maio, com o início da operação plena da AMSP, equipes e veículos da PPP já podem ser vistos em todos os 68 municípios sul-mato-grossenses em que a Sanesul já atua.

“É uma imensa alegria fazer parte dessa conquista e desse projeto tão importante que é levar mais saúde até a porta de cada família, pois é isso que eu vejo a felicidade no olhar das pessoas quando vamos ligar sua residência à rede de esgoto”, disse Lucas Weber de Lima, supervisor da MS Pantanal em Antônio João. “Cada obra entregue é um passo a mais para universalização do esgotamento sanitário em nosso estado”, concluiu.

A PPP do MS tornou-se referência nacional ao se antecipar à legislação e tem a meta ambiciosa de universalizar o saneamento básico no estado dentro dos próximos dez anos. Com isso, o MS se posicionará como o primeiro estado brasileiro a garantir acesso ao saneamento básico a toda a população. Para isso, estima-se um investimento de R$ 1 bilhão em obras por parte da MS Pantanal.

Três Lagoas: MS Pantanal executa ligação de 227 moradias à rede de esgoto

Postado por administrador em 05/ago/2021 - Sem Comentários

A Ambiental MS Pantanal, empresa criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP) entre a Sanesul e o Grupo Aegea, está executando a ligação de 227 habitações à rede de esgoto, em Três Lagoas.

Nesta semana, serão concluídas 149 ligações no bairro Nova Americana e, nos próximos dias, mais 78 no bairro Jardim Glória. Estima-se que, ao todo, cerca de 726 pessoas serão beneficiadas.

Os trabalhos fazem parte de um plano da PPP para disponibilizar ligações em lotes urbanizados que já possuem rede de esgoto disponível, levando mais qualidade de vida à população sul-mato-grossense.

Em maio, a empresa assumiu as operações de coleta e tratamento de esgoto em Três Lagoas e em outros 67 municípios do estado onde a Sanesul já atua, na esteira de um período de três meses em que os ativos da estatal foram cadastrados e as plantas digitalizadas. Desde então, equipes e veículos da PPP são vistos em todas as regiões do Mato Grosso do Sul.

A MS Pantanal tem a meta de, ao lado da Sanesul, universalizar o esgotamento sanitário no estado até o final de 2031, quando mais 1,7 milhão de sul-mato-grossenses devem ter acesso aos serviços, totalizando uma cobertura de 98% da população. Com isso, o MS será o primeiro estado do país a atingir a universalização do saneamento básico.

Novos equipamentos. No final de julho, Três Lagoas ainda recebeu uma terceira unidade do caminhão customizado da MS Pantanal, chamado de retro saneamento. O veículo é apontado como uma solução para o setor de saneamento e foi desenhado com o objetivo de minimizar possíveis transtornos causados por obras.

A retro saneamento traz mais agilidade a serviços como manutenção, troca de tubulação, ligação da rede de esgoto, entre outros. Isso será possível porque esse tipo de caminhão reúne – em um só veículo – equipamentos como caçamba, retroescavadeira, baús para acondicionamento de ferramentas, guindaste e engate rápido para instrumentos hidráulicos.

Com isso, o deslocamento de vários veículos para a realização de um só serviço não se faz mais necessário, resultando na redução da emissão de poluentes e de possíveis transtornos no tráfego das cidades.

Além de Três Lagoas, municípios como Dourados, Ponta Porã, Nova Andradina, Naviraí, Aquidauana, Sidrolândia e Chapadão do Sul também receberam modelos da retro saneamento da MS Pantanal.

Três Lagoas: MS Pantanal executa ligação de 227 moradias à rede de esgoto

Postado por administrador em 05/ago/2021 - Sem Comentários

A Ambiental MS Pantanal, empresa criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP) entre a Sanesul e o Grupo Aegea, está executando a ligação de 227 habitações à rede de esgoto, em Três Lagoas.

Nesta semana, serão concluídas 149 ligações no bairro Nova Americana e, nos próximos dias, mais 78 no bairro Jardim Glória. Estima-se que, ao todo, cerca de 726 pessoas serão beneficiadas.

Em maio, a empresa assumiu as operações de coleta e tratamento de esgoto nos 68 municípios do estado onde a Sanesul já atua, na esteira de um período de três meses em que os ativos da estatal foram cadastrados e as plantas digitalizadas. Desde então, equipes e veículos da PPP são vistos em todas as regiões do Mato Grosso do Sul.

Novos equipamentos. No final de julho, Três Lagoas ainda recebeu uma terceira unidade do caminhão customizado da MS Pantanal, chamado de retro saneamento. O veículo é apontado como uma solução para o setor de saneamento e foi desenhado com o objetivo de minimizar possíveis transtornos causados por obras.

A retro saneamento traz mais agilidade a serviços como manutenção, troca de tubulação, ligação da rede de esgoto, entre outros. Isso será possível porque esse tipo de caminhão reúne – em um só veículo – equipamentos como caçamba, retroescavadeira, baús para acondicionamento de ferramentas, guindaste e engate rápido para instrumentos hidráulicos.

Com isso, o deslocamento de vários veículos para a realização de um só serviço não se faz mais necessário, resultando na redução da emissão de poluentes e de possíveis transtornos no tráfego das cidades.