Rotary Club e MS Pantanal lançam projeto de reflorestamento em Dourados

Postado por administrador em 05/nov/2022 - Sem Comentários

A Associação de Rotary Clubs do Distrito 4470 de Rotary Internacional e a Ambiental MS Pantanal lançaram, nesta semana, um projeto abrangente para unirem esforços no desenvolvimento de ações ambientais em diversos municípios do Mato Grosso do Sul. O evento aconteceu na Casa da Esperança de Dourados – instituição que acolhe dependentes químicos e atua na recuperação social e emocional dessas pessoas.

Na ocasião, foram plantadas 200 mudas de espécies nativas do Cerrado. A parceria prevê que mais 40 mil mudas sejam plantadas em ações do tipo em todo o estado. O evento contou com a participação da governadora do distrito 4470 do Rotary, Miriam Lacerda Philbois; e do diretor de Relações Institucionais da Aegea Centro Oeste, Paulo Antunes.

“Acredito que essa parceria proporciona grandes ganhos para as cidades do interior do Estado, sobretudo para o meio ambiente”, disse Antunes, em entrevista. “Com certeza as duas Instituições entregarão o que têm de melhor para um bem maior. É um privilégio contarmos com o Rotary, que possui competência, capilaridade e reputação em todas as regiões onde atua”, concluiu.

No evento, Antunes também lembrou que as ações de reflorestamento estão em linha com os princípios ESG (Ambiental, Social e de Governança, na sigla em inglês) da MS Pantanal, que, desde o início de sua operação plena, em maio de 2021, já doou mais de 15 mil mudas para ações de plantio em todas as regiões do MS.

Já Miriam se disse honrada em estar presente na ocasião, agradeceu à parceria e disse que as mudas serão bem-vindas para que se possa restaurar os solos, melhorar a qualidade do ar e ter um ambiente mais saudável. “[A parceria vem ao encontro com a sétima área de enfoque de Rotary Internacional, que valoriza todas as ações que levem à harmonia entre as pessoas e o meio ambiente… que todas as nossas ações sejam sustentáveis”.

Esta foi a primeira de muitas entregas de mudas que devem ocorrer em 48 municípios do MS. As mudas foram cultivadas no viveiro Isaac de Oliveira, em Campo Grande, que é administrado numa parceria entre a MS Pantanal e a concessionária Águas Guariroba. Hoje, o viveiro tem capacidade para produzir aproximadamente 50 mil mudas de espécies típicas do Cerrado e do Pantanal por ano.

Parte da Parceria Público-Privada (PPP) com a Sanesul, a MS Pantanal opera na coleta, afastamento e tratamento do esgoto em 68 municípios em que a estatal atua. A empresa faz parte do Grupo Aegea e se antecipou ao Marco Legal do Saneamento, sancionado em 2020, para impulsionar os investimentos a fim de que o MS atinja a universalização do saneamento até 2031.

Também estiveram presentes no encontro os membros do Rotary, Sérgio Philbois, Hermes de Araújo Rodrigues, Paulo César Branquinho, Alvimar de Castro, Amarildo Jonas Ricci, Ajax Leite, Edivaldo Leite, Wilson César, Francisco Claro, Edivaldo Soares da Silva, Júlio Saldivar, e Rubens Calixto Júnior, supervisor do polo de Dourados da MS Pantanal.

MS Pantanal e Cia. BuZum! levam teatro a mais de 5 mil alunos no MS; confira a agenda

Postado por administrador em 22/ago/2022 - Sem Comentários

A empresa de saneamento Ambiental MS Pantanal e a Cia. de teatro itinerante BuZum! apresentaram, na última semana, o espetáculo “Perigo Invisível”, em quatro diferentes municípios do Mato Grosso do Sul. Ao todo, mais de 5 mil alunos já assistiram à peça, viabilizada por meio da Secretaria Especial da Cultura (Ministério do Turismo), com incentivo da Lei Rouanet, e pelo Instituto Aegea – núcleo de inteligência socioambiental do Grupo Aegea, do qual a MS Pantanal faz parte.

Na última semana, as apresentações aconteceram em Bonito, Maracaju, Dourados e Nova Alvorada, onde a peça foi apresentada na Câmara dos Vereadores, por conta da chuva. Até agora, mais de 5 mil alunos já assistiram à peça sobre higiene básica repleta de cores, música e muita diversão. Já nesta semana, é a vez dos alunos de Naviraí e Nova Andradina conhecerem o espetáculo.

Com a ajuda dos personagens Fungoso, Dona Bactéria e Virulão, o espetáculo da Cia. Buzum retrata a importância de hábitos simples de higiene pessoal, como lavar as mãos e escovar os dentes, para toda a sociedade, com lições tiradas da pandemia de coronavírus.

“A escola só tem a agradecer pelo projeto”, disse Marialva, diretora da Escola Municipal João Alves da Nóbrega, que recebeu alunos de outras escolas do município para assistirem ao espetáculo”. “O teatro acrescenta e enriquece tudo o que a gente já vinha sendo trabalhado com os alunos desde o retorno das aulas presenciais, com a atenuação da pandemia”, acrescentou.

A diretora ainda afirmou que “é de suma importância que as empresas retornem com mais temas que abranjam o cotidiano da escola”.

Mari Gutierrez, diretora de produção do BuZum!, explica que a concepção do espetáculo “Perigo Invisível! vai ao encontro de uma gama imensa de lições que cada pessoa, seja ela criança seja ela adulto, teve ao longo dos dois últimos anos de pandemia, e o quanto algo invisível, mas altamente contagioso, transformou rotinas e mudou hábitos para sempre. “E é justamente para reforçar esses aprendizados que ‘Perigo Invisível’ entra para um leque de obras já reconhecidas e aplaudidas pelo público que acompanha o BuZum!, como Curumim, O Grande Perigo, Caipira e Floresta Viva”, diz Mari.

A companhia de teatro BuZum roda o Brasil com espetáculos itinerantes em um ônibus, e chega ao estado para apresentações gratuitas. As peças serão apresentadas em outros nove municípios do Estado. Ao todo, o espetáculo será levado a mais de 6 mil alunos da rede pública do Mato Grosso do Sul.
A agenda comtempla as seguintes cidades e datas: Três Lagoas, 1 e 2 de agosto. Aquidauana, 4 e 5 de agosto. Corumbá, 8, 9 e 10 de agosto. Bonito, 12 e 15 de agosto. Maracaju, no dia 16 de agosto. Nova Alvorada do Sul, em 17 de agosto. Dourados, nos dias 18, 19 e 20 de agosto. Naviraí, no dia 23 de agosto e Nova Andradina nos dias 24 e 25 de agosto.

Reinvenção

O palco do BuZum! agora é fora do ônibus, em uma estrutura ampla. A plateia assiste a cada sessão com distanciamento seguro, de forma protegida. É diversão garantida para o público com a vivacidade do tradicional teatro de bonecos. Logo, o que antes acontecia originalmente no BuZum!, dentro do ônibus, hoje é no palco.

Aprendizado fora e dentro da sala de aula

As apresentações gratuitas aliam o espetáculo do palco com o conteúdo da sala de aula. Isso porque o BuZum! fornece para as escolas material pedagógico para os educadores trabalharem temas transversais nas aulas. As crianças ganham um pequeno teatro de papel para brincarem e criarem as próprias histórias com seus bonecos e cenários.

O espetáculo Perigo Invisível

O espetáculo Perigo Invisível se passa na Central dos Germes Maus. Fungoso, Dona Bactéria e Virulão são os personagens centrais dessa história. Os três querem infectar o maior número de crianças possível, e aproveitam dos maus hábitos de higiene de algumas delas para colocar seu maquiavélico plano em prática. Após algumas crianças ficarem doentes por não lavarem bem as mãos, ou por não escovarem os dentes ou por se negarem a tomar banho, elas percebem que bons hábitos de higiene são fundamentais para uma vida saudável. Após alguns cuidados, as bactérias, fungos e vírus acabam morrendo e as crianças voltam a ter saúde. A peça mostra a importância dos cuidados básicos com a higiene e que cuidar de si é também cuidar do outro.

Faixa etária: 03 a 11 anos.
Duração do espetáculo: 25 minutos.

BuZum! 11 anos

Em setembro de 2022, a cia de teatro BuZum! completará 12 anos de experiências e tem motivos de sobra para comemorar: são mais de 500 mil quilômetros para realizar 15 mil apresentações para mais de 700 mil espectadores nas mais de 2.600 escolas públicas de 300 cidades, dos 11 estados brasileiros (São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Bahia, Minas Gerais, Maranhão, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Ceará e Santa Catarina), além de Porto Suarez, na Bolívia. Cada trajeto do BuZum! pode ser acompanhado pelo site www.buzum.com.br ou pelo perfil no Instagram @ProjetoBuZum.

A cia. é dirigida por Beto Andreetta, Jackson Íris e Mari Gutierrez, junto à equipe de produtores, montadores, motoristas, secretárias e atores. Todos levam à plateia itinerante novas possibilidades nas quais a imaginação e a fantasia se expandem nos contos com seus bonecos teatrais inovadores.

Ficha Técnica Perigo Invisível
Concepção: Beto Andreetta, Mari Gutierrez
Texto: Cládia Naum
Direção: Lívia Simardi
Elenco: Lívia Simardi e Rafael Francisco
Trilha sonora: César Maluf
Criação de cenário: Beto Andreetta
Criação e confecção de bonecos: Rosa
Direção de produção: Mari Gutierrez
Coordenação de produção: Aldo Andreetta
Produção executiva: Paloma Alves
Assistente de Produção: Fernanda Rocha
Produção de campo: Aldo Andreetta
Técnicos de som e luz: Régis da Silva
Design gráfico: Sato do Brasil
Direção administrativa: Jackson Íris
Assistente financeiro: Vania Rodrigues
Assessoria de imprensa: Isabela Barbosa
Realização: BuZum!

SERVIÇO

BuZum! e o espetáculo Perigo Invisível

Cidade: Dourados
Data: 22 de agosto (segunda-feira)
Local: Escola Municipal Profª Efantina de Quadros.
Endereço: Rua General Castelo Branco nº 1001, Jardim Flórida II.
Horários das apresentações:
MANHÃ: 9h, 9h40, 10h20, 11h (4 sessões).
TARDE: 13h30, 14h10, 14h50 (3 sessões).

Cidade: Naviraí
Data: 23 de agosto (terça-feira)
Local: Escola Municipal Millton Dias Porto.
Endereço: Rua Delci Maria Delevati – Jardim Paraíso, Naviraí – MS.
Horários das apresentações:
MANHÃ: 8h, 9h40, 10h20, 11h (4 sessões).
TARDE: 13h30, 14h10, 14h50 (3 sessões).

Data: 24 de agosto (terça-feira)
Local: Escola Ver. Ordécio Nunes de Matos.
Endereço: Rua José Guedes de Mendonça, nº 65, Bairro Harry Amorim Costa (ao lado do bairro Jardim Progresso) – saída para Ivinhema.
Horários das apresentações:
MANHÃ: 9h, 9h40, 10h20, 11h (4 sessões).
TARDE: 13h30, 14h10, 14h50 (3 sessões).

Cidade: Nova Andradina
Data: 25 de agosto (quinta-feira)
Local: Centro de Convenções Sílvio Ubaldino de Souza.
Endereço: Avenida Antônio Joaquim de Moura Andrade, 549.
Horários das apresentações:
MANHÃ: 8h30, 9h10, 9h50, 10h30 (4 sessões).
TARDE: 13h40, 14h20, 15h (3 sessões).

Em ação conjunta, SES, MS Pantanal e Águas Guariroba entregam 30 mil máscaras para enfrentamento da covid no Estado

Postado por administrador em 28/jan/2022 - Sem Comentários

Em ação conjunta realizada na manhã desta sexta-feira (28), em Campo Grande, a Secretaria de Saúde do MS (SES) entregou 30 mil máscaras doadas pela concessionária de saneamento de Campo Grande, Águas Guariroba, e pela Ambiental MS Pantanal – empresa criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP) entre a Sanesul e o grupo Aegea.

Do total de máscaras doadas, 20 mil foram destinadas às secretarias de Saúde de Dourados, Ponta Porã, Corumbá e Três Lagoas, através da MS Pantanal. O secretário de Saúde do Estado, Geraldo Rezende, manifestou “gratidão às empresas que têm ajudado neste momento” e disse que “toda doação é bem-vinda”.

Já o diretor-presidente da MS Pantanal, Celso Paschoal, afirmou que, para a empresa de saneamento, “é uma honra poder colaborar no combate à pandemia, em um estado que é referência nacional nesse sentido”. Rezende, em seguida, ressaltou que “este é um trabalho coletivo”.

A fala de Rezende foi endossada pelo secretário de Saúde de Corumbá, Rogério Leite, que também esteve presente no encontro. “Esse é um trabalho conjunto… e o que a gente conseguiu construir nessa pandemia foi, justamente, a participação da sociedade”, disse.

Ainda de acordo com Leite, a saúde pública se faz com a participação de toda sociedade, e é preciso trabalhar em conjunto com as empresas. “Essas máscaras darão mais segurança aos trabalhadores da saúde e atenderão a população como um todo”, acrescentou.

As secretarias de Saúde de Dourados, Três Lagoas, Ponta Porã e Corumbá receberam – cada uma – cinco mil máscaras da MS Pantanal. Além disso, a Águas Guariroba – concessionária de saneamento do Grupo Aegea em Campo Grande – doou mais 10 mil máscaras: cinco mil para a Secretaria de Saúde do MS e outras cinco mil para o Hospital Regional, na capital.

Sobre a PPP. A MS Pantanal assumiu em maio do ano passado a operação plena de serviços de coleta, afastamento e tratamento de esgoto em todos os 68 municípios em que a Sanesul já atua. A parceria pioneira se tornou viável após a sanção do Marco Legal do Saneamento, em 2020.

Ao lado da Sanesul, a companhia tem a meta de universalizar os serviços de saneamento básico até 2031, antecipando-se à legislação. Com o cumprimento da meta, mais 1,7 milhão de sul-mato-grossenses terão acesso aos serviços, posicionando o MS como o primeiro estado do Brasil a realizar tal feito. Para isso, estima-se um investimento de cerca de R$ 1 bilhão em obras por parte da iniciativa privada.

 

Dourados: MS Pantanal conclui implantação da rede de esgoto do loteamento Social Cidadania

Postado por administrador em 10/jan/2022 - Sem Comentários

A Ambiental MS Pantanal (AMSP) – empresa criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP) entre a Sanesul e o Grupo Aegea – concluiu, na última semana, obras de implantação da rede de esgoto do bloco 8 do Loteamento Social Cidadania, em Dourados – um projeto da Agência de Habitação Popular (Agehab), do governo do estado.

O trecho concluído nesta semana conecta mais 45 moradias no sistema de esgotamento sanitário do município, e deve beneficiar aproximadamente 70 pessoas.

Nos últimos meses, a empresa implantou, ao todo, 1.600 metros de rede coletora na região, para garantir acesso a cerca de 600 moradores ao sistema. Os lotes estão dispostos entre os bairros Dioclésio Artuzi, Ibirapuera e Harrisom de Figueiredo.

A MS Pantanal assumiu a operação plena dos serviços de coleta, afastamento e tratamento de esgoto em maio, nos 68 municípios onde a Sanesul está presente. Desde então, equipes e veículos da PPP são vistos em todas regiões de MS.

Ao lado da Sanesul, a MS Pantanal tem a meta de universalizar o saneamento básico no estado até o final de 2031, o que significa que mais 1,7 milhão de sul-mato-grossenses terão acesso à rede de esgoto, totalizando uma cobertura de 98% da população.

Ao atingir a meta, o estado se posicionará como o primeiro do país a universalizar o saneamento básico. Para isso, a MS Pantanal estima um investimento de R$ 1 bilhão em obras.

MS Pantanal inicia extensão da rede de esgoto em Dourados e vai conectar mais 190 moradias

Postado por administrador em 15/out/2021 - Sem Comentários

A Ambiental MS Pantanal (AMSP) – empresa criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP) entre a Sanesul e o Grupo Aegea – iniciou, nesta semana, obras de extensão da rede de esgoto de Dourados, e vai ligar mais 190 moradias no sistema de esgotamento sanitário da cidade.

A rede será estendida em cerca de 1.600 metros e deve beneficiar aproximadamente 570 futuros moradores do Loteamento Social Cidadania – um projeto da Agência de Habitação Popular (Agehab), do governo do estado. Os lotes estão dispostos entre os bairros Dioclésio Artuzi, Ibirapuera e Harrisom de Figueiredo.

A PPP assumiu a operação plena dos serviços de coleta, afastamento e tratamento de esgoto em maio, nos 68 municípios onde a Sanesul está presente. Desde então, equipes e veículos da PPP são vistos em todas regiões de MS.

Desde que começou a operar em Dourados, a MS Pantanal já conectou 228 moradias e realizou 1.350 serviços de desobstrução da rede de esgoto, para que o efluente possa fluir com mais segurança pela rede, minimizando o risco de extravasamento.

Ao lado da Sanesul, a MS Pantanal tem a meta de universalizar o saneamento básico no estado até o final de 2031, o que significa que mais 1,7 milhão de sul-mato-grossenses terão acesso à rede de esgoto, totalizando uma cobertura de 98% da população.

Ao atingir a meta, o estado se posicionará como o primeiro do país a universalizar o saneamento básico. Para isso, a MS Pantanal estima um investimento de R$ 1 bilhão em obras.

Rumo à universalização, Três Lagoas recebe mais um caminhão customizado da MS Pantanal

Postado por administrador em 23/jul/2021 - Sem Comentários

A cidade de Três Lagoas recebeu, nesta semana, mais um caminhão customizado da Ambiental MS Pantanal (AMSP). A empresa foi criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP) entre o Grupo Aegea e a Sanesul, com a missão de impulsionar investimentos e garantir a universalização do saneamento básico na próxima década. Agora, o município conta com três unidades do veículo, que foi desenhado com o objetivo de minimizar possíveis transtornos causados por obras, e é apontado como uma nova solução para o setor.

A chamada “retro saneamento” trará mais agilidade a serviços como manutenção, troca de tubulação, ligação da rede de esgoto, entre outros. Isso será possível porque esse tipo de caminhão reúne – em um só veículo – equipamentos como caçamba, retroescavadeira, baús para acondicionamento de ferramentas, guindaste e engate rápido para instrumentos hidráulicos.

Com isso, o deslocamento de vários veículos para a realização de um só serviço não se faz mais necessário, resultando na redução da emissão de poluentes e de possíveis transtornos no tráfego das cidades.

“A retro é muito importante no dia-a-dia da operação. Com equipamentos mais modernos, temos mais agilidade e produtividade na execução dos serviços”, disse o supervisor da regional de Três Lagoas da AMSP, Luis Gustavo dos Santos. O mesmo modelo já foi entregue pela MS Pantanal em municípios como Dourados, Coxim, Naviraí, Nova Andradina, Aquidauana, Ribas do Rio Pardo, Jardim, Paranaíba e Ponta Porã.

Nesta semana, colaboradores da MS Pantanal de todas as regiões do estado estiveram em Campo Grande para a conclusão de um curso, realizado em parceria com o sistema Fiems – que engloba Sesi, Senai e Iel -, para estarem aptos a operarem a máquina com segurança.

Além de aulas práticas sobre a operação dos veículos, os colaboradores da MS Pantanal ainda passaram por aulas teóricas sobre normas regulamentadoras de transporte, movimentação e armazenagem, com o objetivo de assimilarem requisitos básicos de segurança, sem o risco de danos e acidentes no ambiente de trabalho.

Sobre a PPP. Desde maio, com o início da operação plena da AMSP, moradores de todos as regiões do MS puderam observar a chegada de trabalhadores e veículos da PPP.

Equipes de engenheiros, topógrafos e eletromecânicos da MS Pantanal vêm trabalhando no mapeamento inteligente e digitalização de todos os ativos da Sanesul desde fevereiro, nos 68 municípios onde a estatal já atua.

Foram percorridas cerca de 200 estações elevatórias de esgoto e 77 estações de tratamento em todas as regiões do MS.

Com a PPP, mais de 1,7 milhão de sul-mato-grossenses terão acesso ao saneamento básico ao final de 2031. O projeto pioneiro deve posicionar o Mato Grosso do Sul como o primeiro estado do País a alcançar a universalização do saneamento básico.