MS Pantanal executa extensão de 526 metros de rede de esgoto em Ponta Porã

Postado por administrador em 28/nov/2022 - Sem Comentários

A Ambiental MS Pantanal – empresa criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP) entre a Sanesul e o Grupo Aegea – executou, em novembro, a extensão de 526 metros de rede de esgoto no bairro Marambaia, em Ponta Porã.

As obras acontecem na altura da rua Jabaquara, e atenderão futuros moradores de casas que serão construídas através do projeto Lote Urbanizado, da Prefeitura de Ponta Porã. Os trabalhos foram iniciados no começo do mês e devem ser concluídos no próximo dia 30.

Ao todo, cerca de 50 famílias serão beneficiadas na região, com a conexão das moradias à rede de coleta de esgoto do município.

A Ambiental MS Pantanal iniciou suas operações em maio do ano passado em Ponta Porã e outros 67 municípios em que a Sanesul atua. A PPP foi criada com o intuito de impulsionar os investimentos na coleta, afastamento e tratamento de esgoto para que o Mato Grosso do Sul atinja a universalização do Saneamento Básico até 2031.

Desde o início da operação, a MS Pantanal já conectou mais de 2,3 mil ponta-poraenses à rede de esgoto.

Ponta Porã: MS Pantanal conclui extensão de rede de esgoto na Rua Cristalina

Postado por administrador em 08/jul/2022 - Sem Comentários

A Ambiental MS Pantanal, empresa de saneamento do Grupo Aegea conclui, nesta semana, a extensão de 225 metros de rede coletora de esgoto na Rua Cristalina, no bairro Manoel Padial, de Ponta Porã.

Até o final do mês, serão entregues ao município mais de mil metros de rede. Na última semana, a empresa já havia concluído outros 225 metros da rede que vai conectar futuros moradores do Projeto Lote Urbanizado, da Agência de Habitação Popular do Mato Grosso do Sul (Agehab), no bairro Primavera I.

A Ambiental MS Pantanal iniciou suas operações em maio do ano passado com a missão de impulsionar os investimentos no saneamento básico do Mato Grosso do Sul. Desde a chegada da empresa no Estado, mais de 15 mil sul-mato-grossenses já foram conectados à rede.

 

MS Pantanal inicia implantação de mil metros de rede de esgoto em Ponta Porã

Postado por administrador em 01/jul/2022 - Sem Comentários

A Ambiental MS Pantanal – empresa criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP) entre a Sanesul e o Grupo Aegea – iniciou, na última semana, a implantação de mais de mil metros de rede coletora de esgoto em Ponta Porã.

Foram concluídos 225 metros da rede que vai conectar futuros moradores do Projeto Lote Urbanizado, da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab), no bairro Primavera I.

Já na próxima semana, a MS Pantanal inicia a extensão de mais 262 metros de rede coletora, e vai ligar o colégio Pitágoras ao sistema de esgotamento sanitário da cidade. Ao final do mês, Ponta Porã, que já conta com uma cobertura de aproximadamente 92% de rede, será contemplada com uma extensão de mais de mil metros de tubulações de esgoto.

A Ambiental MS Pantanal iniciou suas operações em maio do ano passado com a missão de impulsionar investimentos para que o Mato Grosso do Sul seja o primeiro estado do país a atingir a universalização do saneamento básico. A expectativa é que essa meta seja alcançada ao final de 2031.

A PPP se antecipou ao Marco Legal do Saneamento – sancionado em 2020 – e deve investir cerca de R$ 1 bilhão em obras no MS. Com o início da chamada “operação plena”, em 2021, mais de 15 mil sul-mato-grossenses já foram conectados ao sistema de esgotamento sanitário.

Em ação conjunta, SES, MS Pantanal e Águas Guariroba entregam 30 mil máscaras para enfrentamento da covid no Estado

Postado por administrador em 28/jan/2022 - Sem Comentários

Em ação conjunta realizada na manhã desta sexta-feira (28), em Campo Grande, a Secretaria de Saúde do MS (SES) entregou 30 mil máscaras doadas pela concessionária de saneamento de Campo Grande, Águas Guariroba, e pela Ambiental MS Pantanal – empresa criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP) entre a Sanesul e o grupo Aegea.

Do total de máscaras doadas, 20 mil foram destinadas às secretarias de Saúde de Dourados, Ponta Porã, Corumbá e Três Lagoas, através da MS Pantanal. O secretário de Saúde do Estado, Geraldo Rezende, manifestou “gratidão às empresas que têm ajudado neste momento” e disse que “toda doação é bem-vinda”.

Já o diretor-presidente da MS Pantanal, Celso Paschoal, afirmou que, para a empresa de saneamento, “é uma honra poder colaborar no combate à pandemia, em um estado que é referência nacional nesse sentido”. Rezende, em seguida, ressaltou que “este é um trabalho coletivo”.

A fala de Rezende foi endossada pelo secretário de Saúde de Corumbá, Rogério Leite, que também esteve presente no encontro. “Esse é um trabalho conjunto… e o que a gente conseguiu construir nessa pandemia foi, justamente, a participação da sociedade”, disse.

Ainda de acordo com Leite, a saúde pública se faz com a participação de toda sociedade, e é preciso trabalhar em conjunto com as empresas. “Essas máscaras darão mais segurança aos trabalhadores da saúde e atenderão a população como um todo”, acrescentou.

As secretarias de Saúde de Dourados, Três Lagoas, Ponta Porã e Corumbá receberam – cada uma – cinco mil máscaras da MS Pantanal. Além disso, a Águas Guariroba – concessionária de saneamento do Grupo Aegea em Campo Grande – doou mais 10 mil máscaras: cinco mil para a Secretaria de Saúde do MS e outras cinco mil para o Hospital Regional, na capital.

Sobre a PPP. A MS Pantanal assumiu em maio do ano passado a operação plena de serviços de coleta, afastamento e tratamento de esgoto em todos os 68 municípios em que a Sanesul já atua. A parceria pioneira se tornou viável após a sanção do Marco Legal do Saneamento, em 2020.

Ao lado da Sanesul, a companhia tem a meta de universalizar os serviços de saneamento básico até 2031, antecipando-se à legislação. Com o cumprimento da meta, mais 1,7 milhão de sul-mato-grossenses terão acesso aos serviços, posicionando o MS como o primeiro estado do Brasil a realizar tal feito. Para isso, estima-se um investimento de cerca de R$ 1 bilhão em obras por parte da iniciativa privada.

 

Rumo à universalização, Três Lagoas recebe mais um caminhão customizado da MS Pantanal

Postado por administrador em 23/jul/2021 - Sem Comentários

A cidade de Três Lagoas recebeu, nesta semana, mais um caminhão customizado da Ambiental MS Pantanal (AMSP). A empresa foi criada a partir da Parceria Público-Privada (PPP) entre o Grupo Aegea e a Sanesul, com a missão de impulsionar investimentos e garantir a universalização do saneamento básico na próxima década. Agora, o município conta com três unidades do veículo, que foi desenhado com o objetivo de minimizar possíveis transtornos causados por obras, e é apontado como uma nova solução para o setor.

A chamada “retro saneamento” trará mais agilidade a serviços como manutenção, troca de tubulação, ligação da rede de esgoto, entre outros. Isso será possível porque esse tipo de caminhão reúne – em um só veículo – equipamentos como caçamba, retroescavadeira, baús para acondicionamento de ferramentas, guindaste e engate rápido para instrumentos hidráulicos.

Com isso, o deslocamento de vários veículos para a realização de um só serviço não se faz mais necessário, resultando na redução da emissão de poluentes e de possíveis transtornos no tráfego das cidades.

“A retro é muito importante no dia-a-dia da operação. Com equipamentos mais modernos, temos mais agilidade e produtividade na execução dos serviços”, disse o supervisor da regional de Três Lagoas da AMSP, Luis Gustavo dos Santos. O mesmo modelo já foi entregue pela MS Pantanal em municípios como Dourados, Coxim, Naviraí, Nova Andradina, Aquidauana, Ribas do Rio Pardo, Jardim, Paranaíba e Ponta Porã.

Nesta semana, colaboradores da MS Pantanal de todas as regiões do estado estiveram em Campo Grande para a conclusão de um curso, realizado em parceria com o sistema Fiems – que engloba Sesi, Senai e Iel -, para estarem aptos a operarem a máquina com segurança.

Além de aulas práticas sobre a operação dos veículos, os colaboradores da MS Pantanal ainda passaram por aulas teóricas sobre normas regulamentadoras de transporte, movimentação e armazenagem, com o objetivo de assimilarem requisitos básicos de segurança, sem o risco de danos e acidentes no ambiente de trabalho.

Sobre a PPP. Desde maio, com o início da operação plena da AMSP, moradores de todos as regiões do MS puderam observar a chegada de trabalhadores e veículos da PPP.

Equipes de engenheiros, topógrafos e eletromecânicos da MS Pantanal vêm trabalhando no mapeamento inteligente e digitalização de todos os ativos da Sanesul desde fevereiro, nos 68 municípios onde a estatal já atua.

Foram percorridas cerca de 200 estações elevatórias de esgoto e 77 estações de tratamento em todas as regiões do MS.

Com a PPP, mais de 1,7 milhão de sul-mato-grossenses terão acesso ao saneamento básico ao final de 2031. O projeto pioneiro deve posicionar o Mato Grosso do Sul como o primeiro estado do País a alcançar a universalização do saneamento básico.